Tag Archives: treinos

Nada melhor

Segue as dicas que se seguem e domina os ires estilos de natação. Devagar, progressivamente, tentando um estilo de cada vez e melhorando-o, prepara-te para reinar na piscina!

1. Exercícios para crol: ‘galinha-frango’

Treinar pode fazer mal? (parte 2)

Quando o exercício físico se transforma num comportamento compulsivo…

Se não sabemos parar, se o exercício físico se transformar num comportamento compulsivo, a nossa saúde fica logicamente em causa, já que exercitar-se em excesso é sempre prejudicial. Quando isso acontece entramos no campo da vigorexia, um termo que ainda não está presente no DSM (Manual de Diagnóstico e Estatística das Perturbações Mentais), sendo por isso utilizado o termo Dismorfia Muscular.

«Um indivíduo com dismorfia muscular tem tipicamente uma dependência secundária do exercício. A dependência do exercício é uma má adaptação do indivíduo ao exercício, fazendo com que a ausência da prática provoque um decréscimo da sua produtividade, o que provoca sentimentos de mal-estar generalizado (stress, angústia, etc). Esta outra patologia pode ser dividida em dependência primária (quando o indivíduo tem um comprometimento para com o exercício; o exercício é o objectivo do indivíduo) e dependência secundária (quando o exercício é feito como um meio para atingir um outro treinos fim; nesta situação apresenta igualmente uma perturbação da imagem corporal e/ou alimentar). Quer um quer outro vão sentir culpa por ter faltado ao dia de treino, mas por razões diferentes. 0 primeiro porque sentiu que faltou a algo com que se tinha comprometido e de que gosta – não estará com dismorfia muscular; o segundo sentir-se-á culpado porque, ao faltar ao treino, irá ficar menos fit, não cumprindo os seus objectivos de atingir uma imagem corporal exageradamente grande – este estará numa situação de dismorfia muscular», esclarece-nos António Labisa Palmeira, professor da Faculdade de Educação Física e Desporto da Universidade Lusófona de Humanidades e Tecnologias. A actividade física compulsiva deve ser portanto considerado um transtorno da linhagem obsessivo-compulsiva. Foi o que aconteceu a Carlos Seixas, nome fictício, 24 anos, praticante de musculação (a vigorexia atinge maioritariamente os chamados jovens adultos (18-25 anos), seguida de perto pela faixa etária dos 25-40 anos). «Comecei a fazer musculação aos 19 anos por motivos estéticos, já que desejava ficar mais forte. Inicialmente ficava cerca de uma hora na sala de musculação, mas com Ú tempo esse período aumentou e cheguei a ficar duas horas de manhã e mais duas à noite. Para piorar, comecei a tomar anabolizantes.»

BRAÇOS TONIFICADOS!

AINDA ESTAS A TEMPO PARA O VERÃO

Podes ganhar firmeza em poucos meses na zona dos braços e ombros sem aumentar o volume. E não é obrigatório ir ao ginásio. Se treinares com bandas elásticas, em apenas 15 minutos tens o problema resolvido. Mas para orientares bem o treino, a primeira coisa a fazer é identificar o problema. As 3 queixas mais frequentes das mulheres em relação aos braços:

1 – Tenho os braços descaídos

Acontece com frequência, especialmente se emagreceste rapidamente ou os teus músculos perderam firmeza por falta de treino.

Como treinar na passadeira!

5 razões que levam a utilização de uma passadeira:

1. Os dias mais curtos durante o horário de Inverno, evitando as corridas nocturnas;

2. O trânsito automóvel e a dificuldade em correr em locais que não estejam condicionados pelos passeios, peões e semáforos;

3. A segurança urbana, particularmente para as corredoras, evitando assim corridas em zonas inseguras;

Revisões básicas para saber como está a tua condição física

A seguir apresentamos-te a “revisão” pela qual deves passar para conhecer a tua condição física e poder circular à vontade no ginásio ou concentrares-te em melhorar em alguma qualidade física. Não te esqueças que deves “ir à revisão”pelo menos uma vez por ano!

1. FORÇA ABDOMINAL

Pressão lombar

css.php