Tag Archives: treinar

Atletismo – Como evitar os 10 erros mais comuns (3ªParte)

 

8 – Treinar com intensidades elevadas sem plano

O treino é constituído pela alternância constante entre intensidades mais elevadas e intensidades mais baixas. Infelizmente não é possível treinar diariamente a intensidades elevadas, pelo que as sessões a seguir aos treinos de elevada intensidade são geralmente de intensidade mais baixa. Por outro lado, as intensidades elevadas também têm vários níveis que devem ser integrados no treino dependendo do tipo de competição que se está a preparar e momento da temporada em relação à competição alvo. A supervisão e acompanhamento por parte de um treinador é essencial para o controlo destes factores no sentido de assegurar o melhor rendimento possível e controlo da forma desportiva,atletismo salvaguardando os problemas que possam advir da integração de intensidades mais elevadas  no processo de treino. Não copies planos de treino que possam não ser adequados para ti e não treines com intensidades elevadas se não souberes a que velocidade deves fazê-lo, com que frequência, com que número de repetições e intervalos de recuperação. Procura um treinador e vais ver que tudo se tornará mais fácil

9 – Treinar com companhia desadequada

Um dos factores que desde sempre identifico como positivo no treino é a companhia e integração num grupo. Tudo se torna mais motivante, as sessões mais duras parecem passar com mais facilidade e o convívio é um factor essencial. Por outro lado, os perigos de treinares diariamente com companhia demasiado rápida para ti são grandes. Cada sessão acaba por transformar-se num treino de intensidade demasiado elevada, com dificuldade de recuperação para a sessão seguinte. Cada corredor tem a sua intensidade de treino individual, não sendo pelo facto de treinares diariamente com alguém de um nível muito superior que irás progredir mais rapidamente, antes pelo contrário. A companhia é um factor positivo quando os parceiros de treino são aproximadamente do mesmo nível, ou quando os mais rápidos estão disponíveis para adaptar a sua intensidade de treino para os mais lentos.

Agachamento sem carga

Se não estás habituado a treinar com pesos livres e precisas de treinar o movimento e a respiração. Os braços têm neste exercício um papel importante de estabilização. Inicia-se o movimento com os braços estendidos ao lado do corpo para subirem em frente segundo flectes joelhos e ancas.

Dicas: Porquê deixar o movimento a meio?

Aconselhamos que faças aquilo que se chama ‘meio agachamento’, que consiste em descer só até as coxas estarem paralelas ao chão. Descer mais e fazer aquilo que se chama agachamento completo ou profundo desenvolve uma maior estimulação dos músculos mas o risco de lesão ao nível dos joelhos aumenta drasticamente devido às forças de deslize que a articulação sofre.

Atletismo – Superar desafios

Para superares desafios físicos há que ter muito bem afinadas as provas de corrida, sobretudo as de fundo, provas que penalizam frequentemente os aspirantes. A prova física de que mais pessoas desistem é a corrida longa, de mil ou dois mil metros. Curiosamente, é a mais fácil de preparar, mas também a mais propícia ao descuido e a pior que se prepara. No dia da prova são normais os maus resultados, pois a maioria das pessoas dispara no início, muito acima das suas possibilidades, e chega ao final de rastos, com tempos no mínimo desconsolantes.
Assim deves Treinarimage

- Apenas com três dias por semana durante três meses podes preparar de forma fenomenal todas as corridas de rua, tanto as mais rápidas como as mais compridas.

Plano de treino sim, mas com cabeça

20090916-A-0142L-003

Quando se fala em treinar com a cabeça ou de maneira consciente não podemos esquecer o conselho que nos deixou  HYPERLINK “http://kdfrases.com/autor/jigoro-kano” Jigoro Kano: “A maneira de treinar depende de uma ação consciente…”

Na realidade é um dos temas que entra em bastantes debates nas academias. Os métodos e os planos de treinos que exigem grandemente do corpo e da mente dos seus praticantes que fogem do treino cabeça. Qual é a maneira correta de executar um exercício, o tempo que devemos praticá-lo tudo isso deve estar presente no nosso planejamento de treino, não deixando que o fator beleza se imponha sobre o fator de segurança e limites que o nosso corpo tem.

5 dicas para correr com gosto!

 

1 – O que é preciso para se começar a correr?

O mais engraçado é que não é preciso nada, exceto vontade e motivação. Não interessa o peso, a idade, e muitas vezes as limitações estão apenas na nossa cabeça. Liberta-te delas acreditando em ti! Uma coisa é certa: treinar em grupo é importante para a maioria das pessoas porque isso obriga a um compromisso além de que o convívio é sempre uma boa forma de fazer alguma coisa. Gostas de comer sozinha? Correr é a mesma coisa… melhor acompanhada!

css.php