Tag Archives: músculo

Alimentação para ganhar músculo

Comer para ganhar massa muscular é mais fácil com esta tabela nutricional que divide as calorias em partes iguais entre proteínas, hidratos de carbono e gorduras, para ter um bom equilíbrio nutricional na dieta desportiva.

1. Frutos secos, abacate. 1-2 doses no total: 1/4 de taça de frutos secos não torrados e sem sal, V2 abacate, 1 colher de sopa de sementes de linho.

ÁCIDO LÁCTICO

Não é tão mau como pintam

O ácido Láctico é um produto final do metabolismo anaeróbio. À medida que aumentamos a intensidade do trabalho cardiovascular, aumenta a produção de lactato no músculo, produzindo acidez e fadiga, diminuindo o rendimento. Estas reacções metabólicas sucedem de forma muito significativa em pessoas sedentárias que começam um programa de treino ou em desportistas que não trabalham em intensidades elevadas. Por isso, sempre se pensou que o aumento do lactato no músculo deveria ser evitado a todo o custo. No entanto, investigações recentes demonstraram como em pessoas treinadas algumas célulasÁCIDO LÁCTICO podem reutilizar o lactato para voltar a obter energia utilizando-se através da glucólise anaeróbia. Sem dúvida que isto deixa as portas abertas a novas investigações sobre a reutilização do lactato.

Ginásio – Fica em forma (Parte 4)

Leg Press

Músculos trabalhados: Quadricípite, isquiotibiais, glúteos e gémeos.

Execução:

1. Empurra a base do aparelho para frente, até que os joelhos atinjam uma extensão quase completa.

Plano de treino sim, mas com cabeça

20090916-A-0142L-003

Quando se fala em treinar com a cabeça ou de maneira consciente não podemos esquecer o conselho que nos deixou  HYPERLINK “http://kdfrases.com/autor/jigoro-kano” Jigoro Kano: “A maneira de treinar depende de uma ação consciente…”

Na realidade é um dos temas que entra em bastantes debates nas academias. Os métodos e os planos de treinos que exigem grandemente do corpo e da mente dos seus praticantes que fogem do treino cabeça. Qual é a maneira correta de executar um exercício, o tempo que devemos praticá-lo tudo isso deve estar presente no nosso planejamento de treino, não deixando que o fator beleza se imponha sobre o fator de segurança e limites que o nosso corpo tem.

Cãibras!

Se sentires que está a chegar uma cãibra, diminui imediatamente a intensidade do exercício e relaxa ao máximo (na medida do possível) o músculo afectado. Se já te “deu” alonga e massaja o músculo afectado em sentido centrípeto, ou seja, de fora para o interior do corpo.

Depois de a dor passar convém parares esse exercício, uma vez que o mais provável é que a cãibra se repita com mais intensidade se continua­res a forçar. Agora deves analisar as causas e encontrar a solução.

O mais importante é cuidares da tua hidratação e repor os sais minerais perdidos com uma boa bebida desportiva. Experimenta várias em treino para saber qual te cai melhor antesimage de usar em competição. Assegura um adequado equilíbrio iónico (sobretudo entre cálcio, magnésio e potássio) porque é a melhor maneira de prevenir as cãibras. Uma hora antes da prova deves beber meio litro de bebida isotónica. Corrige as possíveis anomalias mecânicas: técnica desportiva incorrecta, bicicleta mal regulada, sapatilhas inapropriadas, etc.

css.php