Tag Archives: Lesões

Frio ou calor? Acaba com as tuas dores

Para as lesões agudas, especialmente durante as primeiras 72 horas, está indicado o frio devido ao seu efeito de redução da inflamação, para os hematomas, e, em suma, a dor. Entor­ses e contusões são os casos mais típicos. A terapia fria é conveniente quando nos esta­mos a recuperar de uma lesão e retomamos os treinos. 0 calor é indicado 72 horas depois de teres feito a lesão ou em caso de contracturas, lesões musculares ou de tipo crónico. A terapia com calor relaxa a zona onde se aplica, reduz o calor e favorece a reabsorção dos hematomas.lesões

Desporto – Sugestões

Escolha os ténis certos

Fitness, treino aeróbico

3 pequenos truques:

Alimentação

Não fazer exercício em jejum, ao acordar, tome um pequeno almoço leve, mas rico em fibras e vitaminas. Para praticar exercício físico, o seu corpo precisa de energia, para que possa treinar de forma eficiente. Nunca faça qualquer tipo de exercício físico sem comer um bom pequeno almoço (a quantidade depende do esforço que pretende fazer). Leve barras de cereais, é a comida ideal para comer enquanto faz o seu treino. Beba água, hidrate-se bem.

DICAS – DESPORTO

Escolha os ténis certos

Quando se pratica des­porto, o calçado é um elemento-chave que deve ser valorizado, visto que facilita a prática do exercí­cio físico e previne lesões, dando firmeza aos pés, às articulações e à coluna. Quando se escolhe uns ténis deve ter-se em conta o tipo de desporto que se vai praticar, bem como o conforto, mas principal­mente, devem escolher-se em função do tipo de pé. Assim, para pés planos, aconselha-se o uso de ténis com reforço na parte interna da sola e o uso de uma palmilha plana ou semicurva, enquanto que os pésténis que pisam no lado externo precisam de protecção nessa zona. Por fim, os pés com grande curvatura têm menos impacto com o solo, pelo que se adaptam bem a solas curvas.

OS ELECTROESTIMULADORES? Como funcionam…

Graças aos seus eléctrodos, os teus músculos contraem-se sem que tu envies nenhuma ordem. Parece magia mas não é. É uma tecnologia que se utiliza há anos na recuperação de lesões e no alto rendimento desportivo. Como funciona?

• Para conseguir uma contracção natural do músculo, o cérebro transmite uma ordem que é enviada pela corrente eléctrica, através de fibras nervosas. Quando chegam ao destino, as correntes eléctricas estimulam o nervo motor e o músculo contrai-se.

• O electroestimulador utiliza o mesmo princípio mas estimula directamente o nervo motor emitindo impulsos eléctricos através dos eléctrodos (emplastros condutores) colocados sobre a pele,

css.php