Tag Archives: Desporto

Surf

Cascais recebe o maior festival de surf Feminino

A praia do Guincho vai receber, de 31 de Julho a 3 de Agosto, o Billabong Girls Cascais Festival, o maior encontro de surf femi­nino a ter lugar em território português. Para além de ser um evento onde centenas de meni­nas e mulheres de Norte a Sul do país poderão aprender a surfar com alguns dos melhores surfis­tas nacionais, este festival será igualmente palco de uma etapa do Campeonato Mundial de Surf Feminino, de acordo com um co­municado da organização. Pelo facto de a prova ter este ano uma qualificação de seis estrelas, ou seja, com o prémio máximo no circuito de qualificação de 35 mil dólares, para surfar as ondas do Guincho são esperadas algumas das melhores surfistas do mun­do, que aproveitarão a opor­tunidade para conquistar mais pontos para o ranking mundial. Já para as jovens aspirantes a surfistas, toda a experiência da arte de andar nas ondas será passada pelas principais atle­tas portuguesas, como Patrícia Lopes, Joana Rocha, Joana surfAndrade, Francisca Santos ou Mar­garida Guerra. Durante os quatro dias do evento, as participantes e o público presente na praia poderão assistir a espectáculos de free surf feminino e mascu­lino, aulas de Hip-Hop, Pilates, passagens de modelos e pales­tras com os melhores surfistas portugueses. Nesta edição de 2008, a organização vai tentar concorrer para o Guinness Book of Records, colocando o maior número de surfistas na mesma onda e conseguindo a onda mais “feminina” da história, num dia que será escolhido em conformi­dade com as condições do mar. Para quem tem aspirações de um dia chegar a ser vedeta do surf feminino, o último dia do encontro será preenchido pelo Billabong Cifls Competition, que será dividido em sub-12, sub-i6 e Open.

Desporto e Aventura

Desporto, aventura, desportos radicais, são conceitos inovadores e novos no que concerne à prática de desporto conhecida até ao final dos anos oitenta, princípio dos anos noventa. Este tipo de desportos, normalmente, implicam um elevado risco físico e bastante controlo emocional e psicológico, isto porque são atividades que englobam velocidade, altura, e outras condicionantes em que estes desportos são realizados.

As atividades de desporto e aventura podem ser realizadas, na água, na terra e no ar. Podendo desfrutar das atividades um pouco por todo o Portugal, desde do Norte ao Sul, incluindo as ilhas dos Açores e da Madeira.

Snowboard

A história do snowboard

O snowboard é uma junção de várias modalidades, mais concretamente do surf, skate e, logicamente, o esqui. Segundo várias opiniões, as raízes do desporto surgiram no princípio dos anos 20 do século passado. A primeira prancha (de madeira com os pés amarrados por cordões e panos) data de 1929, criada por MJ. Burchett. A modalidade dá um grande salto em termos de praticantes na década de 60 devido a Sherman Poppen, que desenvolve um conceito novo de deslizamento e divulga-o primeiro na sua aldeia e depois através das lojas de desporto e de brinquedos. Baptiza-o com o nome de Snurfer, do inglês neve mais surf. Em 1970, Dimitrije Milovich aplica arestas nos cantos da prancha e ainda na década de 70 são introduzidas as correias de nylon, fixas sobre os pés. Na história do snowboard há outro nome a reter, Jake Burton Carpenter, que utiliza as primeiras tecnologias saídas da indústria do esqui na construção de pranchas, principalmente as solas em P-Tex, permitindo um melhor deslizamento.

Em 1985 surge a primeira revista da especialidade, Absolute Radical (mais tarde Internationalsnowboard Snowboarding Magazine), e, dois anos depois, a modalidade estende-se de vez na Europa. Em 1992, Camille Brichet impulsiona-a de vez devido ao seu estilo incomparável e, dois anos depois, o snowboard é reconhecido como desporto olímpico. Quatro anos depois, nos Jogos Olímpicos de Nagano, disputam-se as primeiras provas olímpicas (destaque para o canadiano Ross Rebagliati). Neste momento o snowboard é uma das modalidades de Inverno que mais crescem em termos de praticantes, vivendo em harmonia com o esqui, algo impensável aquando da sua criação.

Como é natural, o equipamento é essencial para alcançarmos a nossa melhor perfomance quando praticamos snowboard, principalmente para evitarmos possíveis lesões. Por isso, mesmo que seja um pouco mais caro, é ideal comprar material com garantias de qualidade, caso contrário surpresas desagradáveis poderão acontecer.

Seja proativo faça desporto pela sua saúde

De acordo com a psicóloga Eveline Cunha, o cansaço e a falta de energia puramente psicossomáticos, resultam de um desequilíbrio provocado por vários factores. Para alterar este cenario e conquistar o equilíbrio pessoal, é necessario, numa primeira fase, definir estratégias para encarar a vida de uma forma mais proativo. “As pessoas têm de começar por viver de uma forma mais otimista, reconhecendo as dificuldades, mas encarando-as como desafios e opurtunidades des crescimento. Nesta perspetiva, corpo e mente podem trabalhar em conjunto para o restabelecimento da saúde”, diz Eveline Cunha, que deixa aqui algumas dicas para combater o cansaço e a falta de energia:

- Faça uma alimentação equilibrada e faça desporto. Se não gosta de fazer desporto, basta umas caminhadas regularmente;

- Crie pequenos momentos de lazer durante o dia, que lhe dêem verdadeiramnete prazer;

Benefícios do treino de alongamentos

Sabemos que há muito o alongamento tem sido um dos aspectos mais importantes na formação geral para qualquer tipo de desporto ou programa de exercício. Os benefícios da manutenção da capacidade de alongamento e mobilidade tornam-se cada vez mais importantes e essenciais ao ser humano ao longo da sua vida adulta, em particular na terceira idade em que o caminhar e sair de uma cadeira necessitam da nossa capacidade de mexer facilmente. Existem muitas maneiras de alongar de forma eficaz e persiste o debate entre os especialistas quanto à eficácia dos diversos métodos. Quando, como e por quanto tempo são alguns entre muitos temas polémicos. Algumas pessoas argumentam que alongamento antes do exercício é realmente perigoso. Adeptos do alongamento alegam que estes ajudam a prevenir lesões, dor pós-exercício e melhoram o desempenho. Ambos os lados se sustentam em muitas provas esporádicas, estudos e relatórios individuais para confirmar as suas teorias. É geralmente aceite que a partir de um ponto de vista fisiológico, é melhor alongar quando os músculos estão aquecidos. Um ‘aquecimento’ deve ser específico, preparando os músculos para os exercícios futuros, e poderá durar 10 a 15 minutos. Tal como os músculos aquecem com os movimentos preparatórios as fibras tornam-se mais flexíveis e irão alargar mais facilmente.

css.php