Tag Archives: Corrida

Conselhos para o dia de competição

1- Toma um bom pequeno almoço que deves terminar 3h antes de hora de partida prevista (1 banana madura, 1 chá preto grande, 3-4 fatias de pão com mel/doce/marmelada, evitando o leite e seus derivados);

2- Comparece no local da competição de forma a puderes a preparar todo o teu material e efectuar o check-in de entrada no Parque de transição entre os primeiros;

3- No interior do PT toma pontos de referência para saberes onde está o teu material. Repete várias vezes o percurso desde a entrada do PT até à tua bicicleta para simulares a transição 1 e da tua bicicleta à saída do PT para simulares da 2” transição;

Treino

Duas sessões para aproveitar a corrida ao máximo

Hoje só tens meia hora livre? Não é desculpa para arrumar as sapatilhas até ao dia seguinte. A primeira coisa é deixar tudo preparado com antecedência: sapatilhas, roupa, toalha, etc. Damos-te duas sessões para aproveitares ao máximo os 30 minutos de corrida.

1. Meio – Meio – Um

Aquece com 5 minutos de treino leve, acelera durante meio minuto, depois diminui o ritmo outro meio minuto e, de seguida, faz um minuto rápido a uma velocidade superior àquela a que ias no meio minuto rápido anterior, mas nunca em sprint. Repete este ciclo de meio-meio-um quatro vezes e termina com duas rectas fortes de meio minuto com um minuto de descanso entre elas.corrida

Atletismo – Como evitar os 10 erros mais comuns (2ªParte)

5 – Competir em demasia

O calendário desportivo de corridas é cada vez mais extenso e variado. Sem grandes deslocações, num país pequeno como Portugal, é praticamente possível competir todos os fins-de-semana. Por outro lado, as corridas são altamente motivantes e o convívio com o pelotão da corrida tem uma série de particularidades que fazem da competição um momento de corrida diferente. Em competição, por muito pouco interesse que possa ter, dás sempre o teu melhor se não fores um corredor bastante experiente e com objectivos e ritmos perfeitamente definidos. As competições demasiado frequentes obrigam a muitos quilómetros a ritmos elevados, geralmente em asfalto, com sapatilhas que têm pouco amortecimento. Por outro lado, quando competimos muito regularmente, acabamos poratletismo treinar bastante menos e portanto limitar a nossa progressão. Antes de cada competição a  tendência é aliviar a carga de treino pelo menos 2-3 dias antes, e a recuperação obriga a outros tantos dias a treinar menos. Portanto, quem compete todos os fins-de-semana não treina! Entra num processo de Descanso-Recuperação a que as competições obrigam! Define claramente o teu calendário competitivo e selecciona as competições que consideras de preparação para as competições que consideras principais. Quanto maior forem as distâncias em que competes, menor terá de ser o número de competições onde poderás participar.

6 – Realizar treinos longos ou competições longas sem reabastecimento

Acima de uma duração de lh20, seja em treino ou competição, deverás reabastecer durante o esforço. A água e energia disponível no teu organismo são limitadas. Se repuseres durante o próprio esforço, conseguirás não só manter o teu ritmo por mais tempo, como também irás recuperar mais depressa para a sessão seguinte porque não levaste o teu corpo a determinados limites. Segue um plano simples de reabastecimento e vai experimentado produtos até encontrares os que melhor se adaptam ao teu organismo e que mais gostes. Na corrida, a reposição de água e gel energético é suficiente, sabendo que a título indicativo te aconselhamos o seguinte:

Atletismo – Ganha velocidade

Uma das chaves para ganhar velocidade é correr lentamente. Quem o afirma é o Dr. Phill Maffetone, especialista em corrida, saúde, fitness e nutrição. O sistema aeróbio proporciona à volta de 95% da energia em corridas tão curtas como as de 5km. Imagina em provas mais compridas… Esta afirmação surpreende muitos corredores que dizem que sem trabalho de velocidade não há melhoria. Se corres lentamente, estás a construir uma base aeróbia fundamental para melhorar em qualquer distância. Aplicando a “fórmula de 180″ saberás qual o teu ritmo de rodagem lento. Não estranhes se te sentires muito lento, pois é o que se passa com todas pessoas quando experimentam estes ritmos. O bom disto é que se correres assim, pouco a pouco irás ser mais rápido sem aumentar as tuas pulsações. Vais melhorar sem sobre treino e esgotamento.

Corredor de nível baixo ou principiante

Desporto – Equipamento

Natação – Conte o que nadas

Conta as voltas que fazes na piscina com uma invenção que levas no dedo, da Sportcount. Ca­da vez que carregas num botão marcas uma vol­ta e quando terminares dá-te o melhor tempo, o tempo médio e o tempo mais lento. Também serve para marcar os tempos na corrida. www.sportcount.com

Sportcount

BTT – Como os prós

css.php