Tag Archives: Atletismo

Atletismo cuidado com a comida

5 Erros de nutrição que arruínam as tuas corridas.

1. Comer muita massa Clássico entre os corredores. Uma quantidade excessiva supõe problemas digestivos que pode mandar-te directamente para o wc a meio da corrida. Toma aveia para quebrar o jejum, batatas ao meio-dia e massa para o jantar, contudo em quantidades normais.

2. Beber demasiada água A água hidrata mas diluí..os electrólitos (potássio, sódio, magnésio…) o que debilita e pode originar cólicas. Em casos extremos, pode causar hiponatremia, um problema mortal. Bebe um máximo de 450 a 500 ml de água 2 ou 3 horas antes da competição. Toma um copo de água antes da saída.

3. Carregar de fibra Alguns corredores decidem ficar muito saudáveis e comem muitoscorrer alimentos ricos em fibra no dia anterior à corrida. Ingere fibras mas não abuses nos dias anteriores para evitar gases e dores abdominais.

Iniciação a Corrida

 

No dia 31 inseri um programa intermédio de corrida, aqui fica um para iniciados na corrida (Atletismo), e garanto se cumprirem este programa a risca, não terão qualquer problema em correr 1h com uma perna as costas, e talvez quem sabe… ainda ir a tempo aos Jogos Olímpicos .

1ª SEMANA
2ª – 30 min. cam. fc. 50-65%
4ª – 30 min. cam. fc. 50-65%
6ª – 45 min. cam. fc. 50-75%

Atletismo – Como evitar os 10 erros mais comuns (3ªParte)

 

8 – Treinar com intensidades elevadas sem plano

O treino é constituído pela alternância constante entre intensidades mais elevadas e intensidades mais baixas. Infelizmente não é possível treinar diariamente a intensidades elevadas, pelo que as sessões a seguir aos treinos de elevada intensidade são geralmente de intensidade mais baixa. Por outro lado, as intensidades elevadas também têm vários níveis que devem ser integrados no treino dependendo do tipo de competição que se está a preparar e momento da temporada em relação à competição alvo. A supervisão e acompanhamento por parte de um treinador é essencial para o controlo destes factores no sentido de assegurar o melhor rendimento possível e controlo da forma desportiva,atletismo salvaguardando os problemas que possam advir da integração de intensidades mais elevadas  no processo de treino. Não copies planos de treino que possam não ser adequados para ti e não treines com intensidades elevadas se não souberes a que velocidade deves fazê-lo, com que frequência, com que número de repetições e intervalos de recuperação. Procura um treinador e vais ver que tudo se tornará mais fácil

9 – Treinar com companhia desadequada

Um dos factores que desde sempre identifico como positivo no treino é a companhia e integração num grupo. Tudo se torna mais motivante, as sessões mais duras parecem passar com mais facilidade e o convívio é um factor essencial. Por outro lado, os perigos de treinares diariamente com companhia demasiado rápida para ti são grandes. Cada sessão acaba por transformar-se num treino de intensidade demasiado elevada, com dificuldade de recuperação para a sessão seguinte. Cada corredor tem a sua intensidade de treino individual, não sendo pelo facto de treinares diariamente com alguém de um nível muito superior que irás progredir mais rapidamente, antes pelo contrário. A companhia é um factor positivo quando os parceiros de treino são aproximadamente do mesmo nível, ou quando os mais rápidos estão disponíveis para adaptar a sua intensidade de treino para os mais lentos.

Notícias – Ciclismo, Ténis, Basquetebol, Atletismo

Tiago Machado em 2º em Itália – Frederico Gil vence em Nápoles – Celtics voltam a bater Knicks – Marta Dominguez ilibada em Espanha

CICLISMO – O português Tia­go Machado (RadioShack) subiu à 2.” posição da Vol­ta a Trentino, depois de ter terminado a etapa em 17.°, e está a 12 segundos de Scarponi, o líder.

TÉNIS - Frederico Gil venceu ontem Daniel Smethurst (6-3 e 6-3) e apurou-se para os “quartos” do Challenger de Nápoles. Já Rui Macha­do foi ontem eliminado do ATP 500 de Barcelona, ao perder com o japonês Kei Nishikori (6-1 e 64)

Atletismo – Como evitar os 10 erros mais comuns (1ªParte)

 

1 – Treinar sem supervisão médica

Quando tomamos a decisão de começar a treinar, ou simplesmente continuamos envolvidos num processo de treino, os exames médico-desportivos são essenciais. Apesar de todos os benefícios associados à corrida, é essencial que pelo menos uma vez por ano sejam efectuados os exames médicos básicos. Vão não só permitir uma prática desportiva vigiada, como também proporcionar uma rotina de supervisão médica que é importante para a vida em geral. Para todos os que gostam de competir e participar em corridas, nem que sejam apenas corridas populares sem objectivos competitivos particulares, a supervisão médica redobra de importância. Não raras vezes são detectados pequenos problemas que nada têm a ver com a corrida, mas que foram atempadamente diagnosticados devido aos exames médico-desportivos regulares. Não aceites um certificado médico que não seja baseado em exames complementares. Leva a rigor os exames recomendados pelos médicos de medicina desportiva. A saúde é o primeiro objectivo de qualquer actividade física.

css.php