Tag Archives: água

Nutrição – A dieta dos pontos

1 – 5 REFEIÇÕES POR DIA. Está provado, basta começar a correr ou mudar o plano de treinos (mais tempo, maior intensi­dade) para emagrecer, mas se exagerares à mesa, então os resulta­dos podem ser muito mais difíceis de conquistar. Muda de hábitos, come refeições mais leves de 3 em 3 horas, varia os menus e aplica os nossos conselhos para conseguir uma alimentação que te dê simultaneamente energia para correr melhor e perda de peso.

2 – 5 PECAS DE FRUTA POR DIA. Quando praticas des­porto, a fruta é a tua melhor amiga: podes comê-la em jejum, depois de comer, como snack entre refeições, antes de treinar, etc. Qualquer altura e qualquer fruta são boas para emagrecer a correr. Existe apenas uma regra, tenta comer 5 frutos diferentes por dia e de preferência fruta da época, comendo-as sempre com casca por causa do aporte de fibra e muito bem lavada.image

3 – 5 SABORES EM CADA REFEIÇÃO. A rotina no prato provoca ansiedade e vontade de assaltar o frigorífico com o sín­drome ‘apetece-me alguma coisa mas não sei bem o quê’. Acontece-te o mesmo? Pois a verdade é que se comeres a mesma salada todos os dias, ao fim de um tempo até a alface engorda! Os orientais reco­nhecem 4 sabores básicos (doce, salgado, amargo e ácido) e ainda um quinto sabor, o umami, que podes reconhecer em alguns alimentos como a soja, as algas, espinafres e tomates. Incluir 5 sabores em cada refeição principal (pequeno-almoço, almoço e jantar) ajuda-te a terminar a refeição com a sensação que comeste o suficiente. Experimenta fazer as refeições mais insonsas e colocar alecrim, tomi­lho, canela, pau de vagem, alho, orégãos, salsa, etc. E vai ser mais fácil incluir os 5 sabores se não comeres apenas um prato principal, mas o dividires em sopa, prato e sobremesa nas principais refeições.

Pool Bike

Os beneficios da pool bike

Pedalar debaixo de água? É uma boa ideia, já que os benefícios são muitos. Trata-se de uma bicicleta adaptada à utilização subaquática, totalmente inoxidável, com pedais desenhados hidrodinamicamente para oferecer a resistência adequada. É possível melhorar a técnica porque exige a mesma força, mas permite ao mesmo tempo equilibrar a musculatura anterior e posterior e ensinas as pernas a fazer uma pedalada mais redonda. Não é agressivo para as articulações, o consumo calórico é elevado, o movimento é contínuo e sem pontos mortos, por isso tanto pode ser praticado por atletas de elite como por quem se quer começar a exercitar.

A função da água

A regra de ouro da hidratação é ‘bebe antes de sentir sede’. Esperar pela sede para nos hidratarmos é um grande erro. Conseguir aumentar o rendimento numa prova ou terminarmos menos cansados o exercício, pode depender de nos termos hidratado antes da actividade sem termos esperado por sentir sede.

Pêra rocha, portuguesa do Oeste

Abundante em vitaminas, minerais, água e açúcar

A pêra Rocha, com Denominação de Origem Protegida, é excelente como sobremesa ou entre refeições. Quando está mais verde, é crocante. Mais madura, adquire um tom amarelado e fica doce, macia e sumarenta. Com casca, é muito dietética. Se não comer de imediato, guarde-a no frigorífico dentro da gaveta das frutas e legumes.

Caso contrário, coloque-a na fruteira, mas não a misture com bananas ou kiwis, que aceleram a maturação.

Sim ou Não?

Água engarrafada ou da torneira?

O consumo de água engarrafada aumenta anualmente apesar de ser muito mais cara que a água de torneira. É melhor para os desportistas?

ÁGUA DA TORNEIRA

Em Portugal a água é boa para consumo. Só é imprescindí­vel beber água engarrafada quando viajamos para países subdesenvolvidos ou com águas que contêm microorganis­mos diferentes daqueles a que o nosso sistema digestivo está habituado. Outra coisa é que emtorneira cada lugar da nossa geografia a água tem um sabor diferente devido aos dife­rentes sais inorgânicos. E em alguns pontos – ainda que potável – o sabor desagradável da água da torneira obriga a optar pela engarrafada.

css.php