Agachamento em aparelho

O peso está equilibrado por duas barras laterais ‘Smith Machine’ onde o controlo é mais acentuado, a barra apenas te permite fazer movimentos verticais. Este tipo de exercício é aconselhado numa primeira Leia mais »

Exercício físico

AS MELHORES ACTIVIDADES PARA O SEU CORAÇÃO O Mundo tem assistido a um aumento significativo das doenças cardiovasculares, cancro, diabetes e doenças respiratórias cróni­cas. Este aumento está estritamente relacionado com alterações dos Leia mais »

image.png

Por que não emagreces? (parte2)

Portas-te mal no ginásio ► O que fazes mal? Para ti o ginásio é um círculo social, vais com muita frequência, conheces toda a gente, e se alguém te pergunta se fazes Leia mais »

Aula de Fitness, hip hop, step – Festa 2008

O Fitness em Festa 2008 vai dinami­zar o Terreiro do Paço, ern Lisboa, no próximo Domingo, dia 25 de Maio, entre as 16 e as 18 horas, com a apresentação de diversos Leia mais »

Treinar de manhã cedo faz mal

Treinar de manhã cedo faz mal?

Leia mais »

Três alimentos necessários para desportista

CARNE DE COELHO

A carne de coelho é muito nutritiva e aconselhável para os desportistas. É uma das carnes mais baixas em gorduras e ricas em proteínas de elevado valor biológico. Além disso, o seu alto teor em minerais como o ferro, zinco, selénio, potássio e fósforo ajuda a prevenir as anemias ferropénicas e a manter os músculos e o sistema imunitário em boa forma. É rica em vitaminas B, especialmente vitaminas B3, B6 e B12. A vantagem da carne de coelho é que é pobre em gorduras e colagénio pelo que é muito mais fácil de digerir que outras carnes. Também é baixa em sódio, purinas e ácido úrico e costuma cozinhar-se com ervas aromáticas, pelo que não é necessário juntar sal e ajuda a regulara hipertensão. É uma carne baixa em calorias por isso é um bom aumento para as pessoas que precisam de perder peso e tem um sabor muito especial, que dá um toque diferente aos pratos.

Como melhorar a respiração?

Os aparelhos para treinar a respiração funcionam? Pode-se treinar para melhorar os pulmões?

Cada vez que tens os pulmões cheios e quando de seguida os esvazias estás a trabalhar a musculatura do teu diafragma. Quando realizamos um esforço intenso, respiramos com maior frequência e passado um tempo essa muscu­latura cansa-se, especialmente na fase de entrada de ar, uma vez que a expi­ração é assistida por um menor número de grupos musculares. Com o objectivo de melhorar a capacidade inspiratória, os desportistas de resistência desenharam estes curiosos aparelhos que oferecem resistência regulável no momento de inspiração. Mas… essas melhoras notam-se realmente nas tuas marcas? Segundo um estudo preliminar, recentemente publi­cado pelo British Journal of Sport Medicine, sim. Seleccionaram-se 16 desportistas que realizaram durante 4 semanas um treino de corrida idêntico. Metade deles fizeram, além disso, diariamente, 30 respirações com um aparelho de resistência para treinar a respiração. Efectuaram-se provas de V02 máx. (consumo de oxigénio), tempos em 5.000 metros e capacidade pulmonar antes, durante e depois do estúdio. Depois de 4 semanas, os grupos produziram melhoras similares tanto no consumo de oxigénio como na capacidade pulmonar. Surpreendentemente, foi na marca de 5 km onde melhoram em maior medida aqueles que usaram os aparelhos.

Cardiofitness

Trabalha o músculo mais importante: o coração

Há muito que os portugueses se habituaram a associar o mês de Maio ao coração, na sequência da campanha "Maio mês do coração", da responsabilidade da Fundação Portuguesa de Car­diologia (FPC), que anualmente se empenha em desenvolver um conjunto de actividades para encorajar a população a adoptar estilos de vida saudáveis, nomeadamente através da prática regular de actividade física. De acordo com o personal trainer Hélder Borges, "é importante não confundir- actividade física com exercício físico. Por activi­dade física entende-se qualquer movimento do corpo humano que resulte num gasto de ener­gia, enquanto que o exercício físico consiste num tipo de acti­vidade planeada, que tem como objectivo o aumento da condi­ção física a vários níveis". Para oCardiofitness presidente da FPC, Manuel Carrageta, "a actividade física regular por si só tem inúmeros benefícios, bastando andar meia hora a pé por dia em passo rápi­do". No entanto, "os exercícios isométricos ou de força também são importantes para a saúde, porque servem para conservar e aumentar a massa muscular. Estes exercícios ajudam-nos a controlar o peso, queimando os açúcares presentes nos alimen­tos que ingerimos, ou seja, as pessoas que não têm músculo têm mais dificuldade em con­seguir controlar o peso. Além disso, uma pessoa com massa muscular acaba por ter mais for­ça o que é extremamente impor­tante com o avançar da idade, em que é inevitável uma certa atrofia muscular. Se a pessoa tiver uma massa muscular for­te, embora a vá perdendo com o passar do tempo, continua a tê-la em quantidade suficiente para ter força para desempe­nhar as suas tarefas diárias.

Melhore a sua qualidade de vida com exercício físico

Generalizar a pratica desportiva contribui significativamente para aumentar a qualidade de vida

Todos podem beneficiar de alguma for­ma com a prática de exercício físico, bem como melhorar a saúde e bem-estar ge­rais. À parte os exercícios populares, co­mo natação, ciclismo, aeróbica, corrida e levantamento de peso, há uma variedade de exercícios baseados em movimentos, como o yoga, que ajuda a manter a tonificação muscular e a flexibi­lidade, ao mesmo tempo que contribui para meditação ou relaxamento. Exercitar-se moderada­mente, além de trazer be­nefícios ao sistema imunológico e melhorar também o humor, é uma importante forma de manter uma auto-imagem saudável. Mas não ficam por aqui os benefícios da prá­tica de exercício físico. A prevenção da hipertensão e a diminuição da pressão arterial, bem como a redução do risco de desenvolver diabetes e a melhoria da composição corporal – redução da percentagem de massa gorda, melhor controlo do peso e prevenção da obesi­dade – são aspectos importantes e que a curto prazo se irão verificar. No que res­peita à composição sanguínea, a melho­ria do perfil lipídico também é notória, verificando-se uma redução do colesterol total, do LDL (colesterol mau) e dos triglicéridos. Apresentar níveis altos des­sas substâncias no sangue aumenta o risco de doença cardiovascular. No que diz respeito ao HDL (colesterol bom), os níveis sanguíneos são aumentados. O exercício físico me­lhora a condição óssea, uma vez que promove a fixação do cál­cio nos ossos, prevenindo desta manei­ra o aparecimento da osteoporose, e au­menta a mobilidade articular. Também é responsável pela redução de proble­mas relacionados com a coluna verte­bral, muitas vezes associados à falta de tonificação dos músculos posturais. Por tudo isto, pratique exercício.

Dicas de Saúde

Hidratos de carbono: fonte de energia

Os hidratos de carbono constituem a principal fonte de energia do nosso organismo, devendo ser a base da alimentação diária. Estes nutrientes são também úteis para a manutenção da temperatura do organismo, para a digestão e assimilação de outros nutrientes e pelo facto de facilitarem a combustão de gorduras. Contudo, existem diferentes tipos de hidratos de carbono, nomeadamente os simples (apresentam um sabor doce e estão presentes em alimentos como o açúcar e o mel) e os complexos (que seimage encontram nos cereais e derivados, nos tubérculos e nas leguminosas secas), que são de absorção lenta e devem ser ingeridos em maior quantidade do que os simples. Uma dieta rica em hidratos de carbono complexos é essencial para garantir o bom funcionamento do organismo e a manutenção de um peso saudável, dando a sensação de saciedade.

css.php