Exercício físico

Ginásios só para mulheres conquistam cada vez mais adeptas

Aos 36 anos de idade Paula Silva rendeu-se à prática regular de exercício físico num ginásio só para mulheres. Embora não frequentasse anteriormen­te um ginásio dito convencional, esta assistente de publicidade, confessa que optou por um ginásio com “entrada interdita a homens”, por se tratar de um espaço com “exercícios específicos para mulheres e também pelo ambiente descontraído que proporciona”. Sofia Lisboa, consultora de bem-estar do Vivafít de Leiria, um dos muitos ginásios dirigidos só a mulheres que existem actualmente um pouco por todo o país, explica que “o treino em circuito tem a duração de 30 minutos e obedece a um plano de exercícios de elevado volume de repetições e baixa resistência/carga, alternado com períodos de recuperação. Tem como principal objectivo melhorar a tonificação e definição muscular, ao mesmo tempo que melhora a resistência cardiovascular. Dada a natureza do trei­no, são utilizadas máquinas hidráulicas de resistência, onde não existe levanta­mento de pesos. Utilizando movimentos tais comoimage empurrar e puxar, obtém-se o chamado duplo efeito, pois trabalham-se simultaneamente os músculos opostos, assegurando um trabalho si­métrico e um bom ritmo cardíaco, elimi­nando as dores musculares e garantindo a perda de peso”. De acordo com Paula Matias, proprietária do ginásio Curves do Cacém, um franchising de uma outra cadeia internacional, “a perda de peso é, de facto, o objectivo primordial de quem procura um destes ginásios. Em Portugal, ainda são poucas as pessoas que olham para a prática de exercício físico enquanto promotora da sua saú­de”. Paula Matias refere mesmo que só começou a praticar desporto no dia em que ao comprar umas calças per­cebeu que tinha de comprar o tamanho acima do habitual. “Nesse dia resolvi inscrever-me num ginásio convencional, porque percebi que estava a engordar. Pouco tempo depois tive conhecimento de que o Curves se queria instalar em Portugal, em regime de franchising, e fiquei interessada. As mulheres não gostam de estar num ginásio em que se sintam observadas. Além disso, este tipo de ginásios é especial porque pro­move a amizade entre as sócias e todo o staff. Sofia Lisboa partilha desta opi­nião, acrescentando que “a generalidade das mulheres procura um treino rápido e eficaz na perda de peso, mas também um ginásio onde se sintam bem, sem coreografias e máquinas complicadas, e onde concretizem os seus objectivos, quer eles sejam de manutenção, de per­da de peso, de controlo de stress ou de aumento de auto-estima”. Este tipo de treino é adequado e aconselhado a todas as pessoas independentemente da idade, sendo no entantoimage aconselhavel consultar um médico antes de iniciar qualquer programa de exercício. “No nosso ginásio a maioria das sócias tem mais de 28 anos de idade, mas temos al­gumas muito mais velhas, uma vez que não existe limite de idade para se fre­quentar um ginásio destes. No entanto, também temos algumas jovens entre os 14 e os 15 anos de idade, com problemas de obesidade, que não se sentem bem noutro tipo de ginásio”, adianta Paula Matias, acrescentando que “apesar de estes ginásios serem vocacionados para a perda de peso, nomeadamente para a perda de volume e de massa gorda, não existem milagres. Tem de haver um compromisso entre a prática regular de exercício físico e uma alimentação rica e equilibrada para que os resultados apareçam”. Lembre-se que a Organi­zação Mundial de Saúde considera a obesidade como uma das epidemias do século XXI, estimando que em 2050 mais de metade da população mundial será obesa, pelo que é urgente contra­riar as estatísticas, apostando na prática regular de exercício físico, quer seja num ginásio só para mulheres, num gi­násio convencional ou ao ar livre, com­plementando essa prática com uma alimentação rica e equilibrada.

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Pode usar estas etiquetas HTML e atributos: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

css.php