Category Archives: Bem estar e saúde

Bem-estar

Combata a preguiça criando expectativas realistas

De vez em quando quase todas as pessoas passam por momentos de verdadeira preguiça, ou seja, uma sensação de mandria que parece instalar-se dentro de nós criando uma tendência viciosa para não fazer absolutamente nada. Os ita­lianos chamam-lhe um “dolce fareniente”, que é como quem diz um “saboroso não fazer nada”, que com conta, peso e medida é totalmente inofensivo. No entanto, quando esta sensação incapacitante se apodera de nós pode trazer consequências mais ou menos nefastas para a nossa saúde. A psicoterapeuta Madalena Lobo explica que “muitas das pes­soas que me procuram referem-se a si próprias como preguiçosas a propósito dos mais variados temas. No entanto, e como todos os epíte­tos, esta é uma forma redutora de se conceptualizar o não fazer atem­padamente o que se entende que se deve fazer”. Para a responsável pelo projecto “Oficina de Psicolo­gia” (www.oficinadepsicologia.com), que acompanha pessoas que preci­sam deimage ajuda, mas que financeira­mente não podem suportar a terapia, “quando se olha com mais atenção para aquilo a que as pessoas chamam preguiça, encontramos, invariavel­mente, alguns temas de base que nos servem para promover a mudança”. As expectativas irrealistas são muitas vezes responsáveis por as pessoas se sentirem preguiçosas. “Muitas pessoas entendem como preguiça o facto de não conseguirem fazer aqui­lo a que se propuseram. Contudo, os objectivos que definiram para si pró­prias são frequentemente irrealistas e pouco respeitosos do funcionamento fisiológico de um ser humano”, ex­plica Madalena Lobo. Por outro lado, algumas destas pessoas não se sentem minimamente motivadas para fazer certas e determinadas tarefas. “Regra geral não ouvimos ninguém a queixar-se de que é preguiçoso para fazer as coisas de que mais gosta”, salienta a psicoterapeuta. “Muitos de nós entendem que vão começar uma tarefa porque lhes vai apetecer fazê-lo e, portanto, aguardam essa vontade. Infelizmente, a maior parte das nossas tarefas correspondem a obrigações, normalmente muito pou­co excitantes, por isso, ficar à espera da motivação para as iniciar é uma má ideia”, adverte Madalena Lobo, acrescentando a tudo isto a falta de preparação para a tarefa a realizar. “Por vezes adiamos o que temos de fazer porque sabemos que não estamos preparados para o fazer ou por não termos as competências ne­cessárias à sua execução. Todos nós resistimos a fazer algo que sabemos que não vamos fazer bem, ou porque não estamos muito convictos de que o pretendemos mesmo fazer”. Além disso, perante a dificuldade mais ou menos generalizada de gestão de tempo “é frequente ouvir as pessoas a queixarem-se de preguiça apesar de investirem imensos recursos pes­soais no seu dia-a-dia. O seu proble­ma é chegarem ao final do dia com a sensação de não terem feito nada, apenas porque não souberam gerir bem o seu tempo”, acrescenta Mada­lena lobo, referindo que esta reali­dade cria uma grande ansiedade nas pessoas, que “Interfere com a clareza do raciocínio e com a capacidade de execução”. Para combater esta sensação de preguiça a especialista apresenta algumas regras simples. Reveja “as suas expectativas e ob­jectivos, adequando-os ao seu historial. Lembre-se que a acção precede a motivação, por isso comece a fazer o que tem para fazer, quer lhe ape­teça quer não, sendo que é provável que se consiga envolver na tarefa a medida que ela decorre. Avalie se tem mesmo que fazer aquilo a que se propôs e se está no âmbito das suas competências ou se necessita de reu­nir alguns recursos adicionais antes da execução dessa tarefa. Aprenda a gerir o tempo e algumas técnicas de gestão da ansiedade ou, se for caso disso, procure um psicólogo que o possa ajudar”. Lembre-se que a sensação de objectivo cumprido aumenta a auto-estima, a percepção de controlo pessoal sobre os acontecimentos da nossa vida e, consequentemente, a autoconfiança.

Exercício – Previne a tendinite

Acaba com o teu “calcanhar de Aquiles

As dores e as tendinites no tendão de Aquiles constituem uma das lesões mais frequentes entre desportistas, especialmente no caso dos corredores. Se não queres que esta dor te obrigue a parar mais vale prevenir. Este exercício fortalece quadricípites, glúteos, isquiotibiais e gémeos, os principais mús­culos implicados na forma correcta de correr, o que 1 previne sobrecargas no tendão de Aquiles:

Por que não emagreces? (parte5)

Comes pouco mas com muitas calorias

► 0 que fazes mal?

Tens amnésia à hora da refeição. Só comes duas vezes por dia, saltas o pequeno-almoço e passas a manhã toda com um café, mas à hora de almoço pedes o prato e sobremesa mais calóricos da carta do restaurante. Voltas a passar a tarde toda sem comer e quando chegas a casa começas a petiscar enquanto preparas o jantar. Jantas bem e antes de dormir ainda devoras o que estiver no frigorífico. Ninguém te vê comer, e as pessoas pensam que fazes parte do grupo de pessoas que engordam facilmente, quando na verdade a tua dieta é muito calórica e está mal repartida. Estás a ganhar gordura de forma alarmante e dentro de uns anos terás problemas de excesso de peso, se é que não os tens já.

► Como podes emagrecer
Tens de aprender a seguir uma alimentação equilibrada e variada. Para começar tens de comer 5 vezes por dia, começando por um bom pequeno-almoço e terminando com um jantar leve. Repartindo o que comes em mais vezes verás que tens menos fome a meio do dia ou ao jantar. 0 exercido vai ajudar-te a perder peso e a organizar as refeições. Evitaimage comer a ver televisão e não compres nada para petiscar naqueles dias em que chegas a casa com uma fome devoradora. 0 melhor é ter sempre um prato de legumes cozidos no frigorífico que possas ir comendo enquanto fazes um peixe grelhado. Assim, e com a fruta como sobremesa, fazes uma refeição completa. Estabelece um plano e uma lista de compras para te assegurares que o que está na tua cozinha são alimentos adequados.

Beber água previne celulite e regula a temperatura corporal

Água é vida!

Umas maiores preocupações da humanidade foi, é e será este liquido precioso sem o qual não podemos sobreviver.

A Terra é reconhecida no espaço pela quantidade de água, esse recurso natural que ocupa cerca de 70% da área total do planeta. Como sabemos, o nosso corpo tem igual percentagem.

É, pois, urgente poupar… só não se poupa na hidratação do corpo.

TOCA A FIBRAR!

Sabes o que a fibra pode fazer por ti?

É curioso que uma substância que o corpo não digere possa ser tão importante, mas é tão impor­tante precisamente por isso, porque não temos as enzimas necessárias para a assimilar e tem um efeito “vassoura” que regula o trânsito intestinal, mas “sabe” fazer mais do que isso.

fibras

A fibra aumenta a sensação de saciedade (ideal para perder peso), baixa o nível de colesterol, mantém a flora intestinal saudável e diminui a incidência de cancro do cólon.

css.php